domingo, 8 de março de 2009

SUA PRÓXIMA PRANCHA


E você achava a Nintendo inventiva, não é?
Saiba que muito do conceito do Wii já havia sido criado e experimentado em anos e consoles anteriores, inclusive da própria Big N?

Isso não chega a ser um demérito, claro. Como se diz na filosofia popular, nada se cria tudo se copia. O fato é que as indústrias de game estão sempre se reinventando, às vezes com velhas fórmulas reeditadas em embalagens de luxo e um belo marketing.


Um dos gadgets mais celebrados da fornada dessa geração é o Wii Fit, um controle em forma de prancha para ser usado com os pés (como se você não soubesse...)

Pois bem, nosso amigo Topper Breath, do incrível blog Game Nostalgia resgatou recentemente do limbo da história o Joyboard, um controle em forma de... prancha, para ser usado com os... pés!

Fui xeretar um pouco mais e conhecer detalhes dessa história.

O produto foi desenvolvido na verdade, pela Amiga Corp., que pretendia marcar presença no mundo dos games com seu console Amiga (que acabou sendo sabiamente lançado como um computador para usos diversos).

Naquela época, a dona da bola era a Atari, de modo que a grande sacada da Amiga foi lançar o recurso como um complemento para o 2600.

Além de poder controlar o jogo com os pés, o produto tinha uma entrada para o joystick do 2600 (no caso do nati-morto console Amiga, o Power Stick), que permitiria o uso com jogos envolvendo outras ações, como tiros, acesso a inventário e o que mais eles inventassem futuramente...




Mas o item era considerado um luxo caro e desnecessário e, na prática, só dois jogos foram lançados para ele, o Mogul Manic (um jogo de ski na neve, também da Amiga) e Off Your Rocker, em que você tinha que reproduzir os padrões de som e movimentos do personagem skatista Rockin’ Rollie (o jogo acabou sendo liberado para comercialização pela notória anônima Pleasant Valley Video).

Por último, havia o Surf´s Up, game de temática óbvia, que acabou nem sendo comercializado, visto que o Joyboard não decolava...


Acho curiosa esta história de lançamentos de games para o 2600 porque são famosos os casos de como a Atari pegou no pé da Activision e da Imagic com seus cartuchos (talvez porque eles fossem melhores do que algumas porcarias lançadas pela Atari...).

Baseado na criação dessa prancha e na história de que os engenheiros da Amiga o usavam para relaxar com os bugs do Amiga Computer, Ian Bogsost lançou recentemente o game Guru Meditation, com estilo e visual 8 bits para ser usado com o Joyboard e que propõe reviver a diversão daqueles engenheiros, tentando fazer o guru levitar. Mais informações sobre o projeto podem ser encontrados no site do sujeito.

Se quiser conhecer mais detalhes sobre outros gadgets criados pela indústria com este conceito de “Gamercise” (game + exercise), veja neste link, é bem interessante.

Valeu pela dica, Topper!

Um comentário:

Toper Breath disse...

Fala Kao! Muito legal mano, ficou super detalhado!
Parabéns